• 15 99141.6999 • 15 3238.1151
  • imprensa@periclesregis.com.br

Péricles Régis questiona superlotação em salas de creches municipais

Péricles Régis questiona superlotação em salas de creches municipais

Segundo relatos de pais, há salas que possuem mais que o dobro dos alunos que seriam comportados

As creches representam um calcanhar de Aquiles para o sistema de educação de Sorocaba. São cerca de quatro mil crianças que aguardam por uma vaga na lista de espera, mas entre os pais que já conseguiram matricular seus filhos, são crescentes as reclamações de salas que estariam superlotadas, comportando mais que o dobro de sua capacidade estipulada. Um requerimento do vereador Péricles Régis (MDB) está questionando a Secretaria de Educação a respeito da lotação de alunos em todas as salas dos CEIs (Centro de Educação Infantil) do município.

Entre os vários relatos de pais recebidos pelo vereador, os que mais chamaram a atenção foram os do CEI-81, no Parque São Bento, que em uma de suas salas estaria abrigando 31 crianças num espaço previsto para 13. Segundo o relato dos pais, não há espaço suficiente nem para as brincadeiras ou mesmo para que as crianças durmam nos colchões que são colocados no chão. “Nesta sala em questão, a Prefeitura teria liberado uma professora e uma estagiária pela manhã para cuidar das crianças. À tarde, estas crianças ficariam apenas com duas estagiárias, segundo o passado pelos pais”, relata Péricles. “A suspeita é de que para atender a demanda reprimida daquela região, as salas estejam recebendo mais crianças que o previsto”, completa o vereador, que ressalta que as liminares conseguidas por famílias junto à Justiça para assegurar vagas pode estar fazendo com que a Prefeitura superlote as salas.

O vereador afirma ainda que segundo o relato de estagiários da mesma creche, as salas são muito quentes no verão e ficam geladas em dias frios, além da creche não possuir uma estrutura para que as crianças brinquem nos dias de chuva, ocasião em que elas são mantidas confinadas nas pequenas salas durante toda a permanência na unidade. “Abrigar crianças em creches nestas condições é cobrir um santo, descobrindo o outro. No fim, as crianças não recebem a atenção que merecem e o Poder Público acaba maquiando o grave problema do déficit de vagas no sistema de creches municipal”, conclui.

Em seu requerimento, o parlamentar pede a relação de todos os centros de educação infantil da cidade, solicitando o número de salas, a capacidade nominal de cada uma delas e quantas crianças são abrigadas pela estrutura. Péricles também pergunta se com a entrega de novas creches, prevista para 2019, se além do recebimento de crianças que hoje aguardam na lista de espera, também haverá um remanejamento para atenuar estes quadros de superlotação.

A Prefeitura de Sorocaba anunciou no final do ano passado que em 2019 irá entregar 24 unidades, sendo 14 destas instaladas nas estruturas de antigas Oficinas do Saber. Outras 10 serão construídas. Todas estas unidades serão, segundo informou o Executivo, geridas de forma compartilhadas, ou seja, serão terceirizadas. Essa modalidade de administração por Organizações Sociais (OSs) tem custo previsto de R$ 12 milhões anuais.

Crédito foto: Secom/ Prefeitura de Sorocaba

 

Comentários

Comentários

Assessoria Péricles Régis