• 15 99141.6999 • 15 3238.1151
  • imprensa@periclesregis.com.br

Péricles Régis quer reduzir gastos com homenagens entregues pela Câmara

Péricles Régis quer reduzir gastos com homenagens entregues pela Câmara

Entre janeiro e novembro de 2018 a Câmara de Sorocaba gastou R$ 15.658 em placas de homenagens para cidadãos ilustres e um projeto de resolução do vereador Péricles Régis (MDB) quer reduzir essa despesa. O projeto pretende dar nova redação a um artigo da resolução nº 322 do regimento interno da Câmara Municipal, que trata sobre a entrega de títulos a cidadãos “honorários”. Atualmente cada vereador pode entregar até oito títulos por ano e a proposta quer reduzir as homenagens a apenas uma, totalizando quatro por mandato.

Na categoria de cidadãos honorários estão compreendidos os títulos de cidadão sorocabano (reservado às pessoas que fizeram alguma contribuição à cidade e não sejam nascidas em Sorocaba), cidadão benemérito (reservado aos cidadãos sorocabanos ou portadores do título de “cidadão sorocabano” envolvidos em iniciativas que colaborem pelo progresso socioeconômico da cidade) e cidadão emérito (reservado a nascidos ou não em Sorocaba que tenham algum feito que lhes rendeu notoriedade municipal, nacional ou internacional).

“Meu projeto, além de reduzir gastos, pretende valorizar esse tipo de honraria, dando a real importância que ela merece. É legítimo a Câmara reconhecer as pessoas que atuam pelo desenvolvimento da sociedade, porém esses títulos devem ser restritos. O vereador terá de pensar bem e selecionar somente quem é realmente merecedor”, afirma Péricles Régis, que relembra que as entregas de títulos a personalidades, incluindo algumas que jamais haviam estado na cidade, já foi alvo de polêmicas e críticas da opinião pública.
Péricles Régis explica que se aprovado, o projeto restringe as homenagens a no máximo 20 por ano, sendo uma por vereador. Para justificar o projeto, Péricles salienta que os gastos com este tipo de homenagem aumentaram, passando de R$ 7.349 no ano passado para mais que o dobro neste ano. O projeto de resolução do vereador precisa de maioria simples (50% mais um voto) para ser aprovado.

Ouça a justificativa de Péricles para o projeto:

Comentários

Comentários

Assessoria Péricles Régis