• 15 99141.6999 • 15 3238.1151
  • imprensa@periclesregis.com.br

Péricles Régis pede que PAT atenda também nas Casas do Cidadão

Péricles Régis pede que PAT atenda também nas Casas do Cidadão

Requerimento apresentado na sexta-feira pede informações sobre possibilidade da descentralização do serviço em Sorocaba

 

O vereador conversou com munícipes, acompanhado do secretário Roberto Freitas

O vereador conversou com munícipes, acompanhado do secretário Roberto Freitas

Com o aumento do desemprego em todo o país, as filas do Posto de Atendimento ao Trabalhador, o PAT de Sorocaba, estão cada vez maiores. Por mais que os interessados nas vagas cheguem cedo, muitas vezes, esperam por muito tempo na parte externa, em pé, sob o sol.

Na última quinta-feira, o primeiro da fila antes da abertura do local, era um morador de Brigadeiro Tobias, que contou ter acordado durante a madrugada, para chegar às 5h. Outro relato foi de um homem residente no bairro Paineiras, que caminhou até a área de transferência da avenida Itavuvu, pegou uma bicicleta do Integra Bike, e pedalou até à região central.

O vereador Péricles Régis (PMDB) esteve no PAT, ouviu esses e outros depoimentos, e conversou com o secretário de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda, Roberto Freitas, sobre a possibilidade da descentralização do serviço, com a expansão para as Casas do Cidadão.

“Se as Casas do Cidadão já estivessem atendendo interessados nas vagas do PAT, os dois casos que encontramos já estariam solucionados, já que existe uma unidade da Casa do Cidadão em Brigadeiro Tobias e na avenida Itavuvu. Sem contar em outras regiões da cidade”, afirma o vereador.

Com a descentralização, muitas pessoas podem chegar aos postos, sem precisar do transporte coletivo. “Essa é uma ideia que venho defendendo desde a minha campanha na internet. Quem está procurando recolocação, ou buscando o primeiro emprego, normalmente está enfrentando problemas para pagar o transporte público”, explica Péricles.

Em conversa com o secretário, o vereador ficou sabendo que a Prefeitura desembolsa aproximadamente 7 mil reais no prédio próximo ao Terminal São Paulo. Hoje, o PAT conta com apenas 6 (seis) funcionários responsáveis pelo atendimento direto de duzentas de pessoas diariamente, em média.

Roberto Freitas reconheceu que o atendimento é deficiente, devido à grande demanda atual, mas que é preciso viabilidade financeira e técnica, recurso e material humano.

Péricles Régis fez um requerimento questionando a Prefeitura sobre o andamento do projeto do executivo para o tema, sobre quais os locais onde pretende instalar os novos PATs. O documento, apresentado na sexta-feira, também pretende diagnosticar qual a estrutura mínima de recursos materiais e humanos, e se já existe cronograma e orçamento para o projeto. “Essa é uma questão que traria dignidade e humanizaria o processo de seleção neste momento delicado do país e de Sorocaba.”

Pericles PAT2

Comentários

Comentários

Assessoria Péricles Régis